Os pontos importantes sobre o Planejamento da Intervenção Precoce

  • por

No momento do planejamento, as habilidades que a criança não realiza, que nós conseguimos enxergar na Anamnese, serão prioridades a serem ensinadas e organizadas incluindo as estratégias que serão utilizadas para tornar esse processo terapêutico lúdico e motivador.

Mas o planejamento não é possível se não for realizado um acolhimento com a criança e com a família. Apenas realizando esse acolhimento é que vamos conhecer detalhadamente a história e as demandas que a criança necessita e também conhecer quais as orientações que a família precisa receber para se adaptarem à essas mudanças.

Todas as ferramentas e técnicas que decidimos utilizar durante o processo de Intervenção precisam ser compartilhadas com a família, para garantir que bem orientados, e assim o processo tende a ser mais efetivo.

No planejamento iremos incluir todas as etapas anteriores, a Anamnese e a aplicação de instrumentos.

E é importante mencionar que os instrumentos devem ser aplicados após a anamnese e antes ou durante a construção, dependendo da característica do instrumento que você usa.

Após realizar o planejamento, vamos para a etapa de monitoramento que acontece enquanto vamos aplicando os objetivos do plano de intervenção. Alguns objetivos são alcançados rapidamente, já que nos beneficiamos da neuroplasticidade da criança, da sua motivação, dos estímulos que a família oferece em sua rotina. Mas às vezes alguns objetivos demonstram mais dificuldades a serem aprendidos pela criança, nesse caso precisamos rever a forma como estamos ensinamos, de como estamos utilizando os recursos utilizados, e rever as estratégias que decidimos utilizar.

Por isso a importância de monitorar e acompanhar a evolução da criança, mesmo no caso dos teleatendimentos.

Para um plano de intervenção ser funcional e estruturado precisamos incluir tanto os resultados da avaliação que obtivemos, quanto às queixas principais da família, dessa forma garantimos que tudo o que for ensinado a criança atenderá suas necessidades reais e de forma prática.

Assim também garantimos maior generalização, que com base na ciência da Análise do Comportamento Aplicada, significa o momento quando tudo o que a criança aprende na terapia ela consegue realizar também no ambiente domiciliar e nos outros ambientes que ela frequenta.

Se você deseja conhecer mais assuntos sobre Intervenção Precoce, acesse o meu Instagram @coralina.terapeutaocupacional